sábado

São Silvestre de Ovar 2017 - Perneta ajuizado




E aos 5,5km decidi parar a minha São Silvestre de Ovar – meia maratona de Roma dizem alguns, bem bom J - a coxa esquerda a prender assim me “obrigou”.


Se puxar o filme uns 1000m atrás vinha muitíssimo bem, perto de terminar a primeira volta da prova com uma média de 4,18min/km, pernas soltinhas, respiração controlada e ritmo em crescendo. Que belo treino, melhor do que esperado.
Se andarmos com o filme mais uns 20min para trás estava eu na partida, no último terço do pelotão a aguardar o tiro de partida. O aquecimento tinha corrido bem, 3km a ritmos variados sem qualquer sinal da lesão muscular contraída na futebolada de domingo passado com os BYL. Mesmo assim estava decidido a fazer um treininho mais rápido sem exagerar. Há uma semana que não treinava e mesmo que não tivesse sentido nada no aquecimento tinha receio que a lesão voltasse e não queria arriscar.

olha que lindos ... o CAL em força em Ovar .. 


Após o tiro de partida foi no meio do pelotão, zigue-zagues habituais e mudança de ritmos … sem stress, hoje é treino. 1º km a 4,35min/km e sinto-me muito bem. Acelero um pouco e assim vou até à subida que dá à meta para cumprir a primeira volta … e é nessa subida que o músculo da coxa esquerda começa a prender … esperei apenas 500m para tomar a decisão de parar. Era esse o plano … e surpreendentemente até para mim, cumpri à risca.
E não tive nenhum problema com isso. Tranquilo. Lógico que gostava de ter acabado, melhor ainda era ter chegado ao fim sem sentir lesão nenhuma. Mas pronto, parei antes de fazer verdadeiramente mossa … tanto juízo que tive!!! Estou preocupado comigo, eu não era assim J
Depois fui para a meta para ver as chegadas … não cheguei a tempo de ver os primeiros, mas bem a tempo de ver a malta a partir dos 33min, alguns amigos a fazer grandes provas. Fiquei até ao minuto 39 … depois o frio “obrigou-me” a voltar ao carro e depois para casa. Aqueles 6 minutos na meta deixaram-me um pouco com “inveja” daquela malta … no ano passado fiz parte daquele grupo e deu-me saudades de estar assim rápido e forte … foi provavelmente a melhor prova que fiz até à data … hei-de voltar a estar assim, escrevam …
E pronto … chega ao fim um “ano horribilis” na corrida mas sobre isso escrevo lá mais para o final do ano. Não tenho mais nenhuma prova prevista. Falta a São Silvestre de A-dos-Neves que é para o convívio. 
Ainda bem que o Pão de Ló não é premio finisher :):):)

10 comentários:

  1. Oh ca gaita!

    Espero que recuperes rápido e que o teu 2017 seja a excepção que confirma a regra.
    Venha é o 2018 e o habitual atleta-voador Perneta-Mor :)

    Um grande abraço de força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paciência ... mas está tudo bem :)
      Obrigado e aquele forte abraço

      Excluir
  2. Grande juízo, parares, para não complicar mais. Serás recomepnsado já em Viana.
    Fiz uma visita a essa Ovar de 2016... que bestalhão! Sei do que falo porque fiz 5K em 19:30 e imaginar os segundos 5K de uma 10K a 18 min é uma loucura :)
    Abração

    ResponderExcluir
  3. Tinha ficado a pensar se a futebolada não te tinha fdeixado marcas.

    Deixou, bom a agora é recuperar.

    Essa malta dos Vet deram em ajuizados ;)

    Abraços e as melhoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixou ... os VET afinal ... ;)
      Obrigado. Abraço

      Excluir
  4. Epá, no faicecoisa já te disse o que tinha a dizer sobre a meia maratona... mas coxa presa e parar logo é que é uma má desculpa...

    Na minha meia maratona de 21kms feita o mês passado, aos 7kms também comecei a sentir os gémeos esquerdos presos e mesmo assim fui até ao fim e com pbt. Tivesses arriscado mais 100m e isso ia ao sitio..

    Mas pronto, vemo-nos em 2018. :)
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois ... mas uma coisa é prender, outra coisa é prender antes de rasgar ... já conheço os sintomas e parei antes do "rasgar".
      Até 2018 ... abraço

      Excluir
  5. Li este texto ontem e parei em "Meia Maratona de Roma". Ainda estou a rir. Fiz uma pausa para respirar e para escrever isto. Hei-de ler o resto, um dia.
    Um abraço e que o melhor de 2017 seja o pior de 2018!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força nisso :) :) :) ... obrigado.
      Abraço

      Excluir